O primeiro e maior vínculo é com a Astrologia. Foi por ela que a TRIOM foi fundada em 1991 com o apoio sólido de Marina e Martin Harvey, falecidos tios-avós das irmãs Renata Carvalho Lima Ramos e Ruth Carvalho Lima da Cunha Cintra, as sócias fundadoras.
“Tio Martin”, natural da Inglaterra (1904-1993) era um pesquisador da Astrologia. Seus estudos sobre a natividade de reis e rainhas da Inglaterra formaram a coletânea NATIVITAS, ASTROLOGICAL STUDIES, a primeira publicação da Editora TRIOM, em três volumes bilingues inglês/português. Esse belo trabalho de James Martin Harvey, reconhecido internacionalmente, foi a fonte de inspiração para a união das irmãs como sócias.
Portanto, a TRIOM nasceu em janeiro de 1991 como CENTRO DE ESTUDOS – porque Renata e Ruth queriam contribuir para a expansão da consciência espiritual do SER humano oferecendo cursos, palestras e workshops – e também como EDITORA para celebrar a belíssima pesquisa astrológica de Martin Harvey.
A primeira sede da TRIOM foi na rua Tabapuã 821, 10º andar, conjunto 11. O conjunto era composto por uma sala de aula, uma sala de trabalho e uma recepção. A amiga Lita Forbes Malta se tornou colaboradora e muitos cursos foram ali oferecidos. A Astrologia e os ensinamentos de Alice Bailey eram a base dos estudos, e professores como Rodrigo Araês Caldas Farias, Cid Marcus Vasques, Constantino Riemma, Marylou Simonsen, Cleide Guedes, Miguel Ferrari, renomados mestres do esoterismo da década de 90, participaram dos primórdios da TRIOM.
Uma forte conexão entre a TRIOM Editora e a Comunidade de Findhorn, na Escócia, se instalou a partir de 1992 sob a coordenação da Ruth, com a publicação do livro Abrindo Portas Interiores – 366 Meditações Diárias, de Eileen Caddy. E, em 1993, esse vínculo se consolidou com o início da expansão do Movimento das Danças Circulares Sagradas, com o pioneirismo da Renata. A ponte entre Findhorn e a TRIOM foi ficando cada vez mais forte com as constantes idas de Renata e Ruth para essa ecovila na Escócia. De Findhorn sempre veio muita inspiração para novas maneiras de integrar o espiritual na vida diária, e vários livros vindos diretamente de lá têm sido publicados pela Editora nessa linha de conscientização.
Em 1993 a TRIOM deixou o conjunto da rua Tabapuã e mudou para sua segunda sede, na rua Araçari 208, também no Itaim Bibi, criando a Livraria e convidando Rodrigo Araês Caldas Farias para sócio nesse segmento. Foi nessa casa que em novembro de 1993 Renata iniciou a expansão do Movimento das Danças Circulares Sagradas. Foi também onde a TRIOM recebeu residentes da Comunidade de Findhorn para workshops, cursos e palestras, além de oferecer cursos pioneiros de Feng Shui em parceria com o arquiteto Carlos Solano Carvalho e outros.
Durante todos estes anos a Editora TRIOM tem se dedicado ao trabalho de expansão dos sistemas de Florais. Essências Florais Australianas (Bush Flower Essences) foi o primeiro sistema publicado, seguido pelas Living Essences (também da Austrália), as essências Havaianas, da Califórnia e de Bach, de Findhorn, do Pacífico, da Mata Atlântica, do Alasca, do Pacífico, e outros livros relacionados a esse tipo de terapia.
A ligação com a Comunidade de Findhorn se consolidou ainda mais em março de 1994, quando o Centro de Estudos proporcionou a vinda de Mary Inglis, uma das criadoras do Jogo da Transformação, para o primeiro treinamento (em inglês) para facilitadores no Brasil.
Em 1995, Vitória Mendonça de Barros entrou como sócia da TRIOM. Comungando dos mesmos ideais do grupo já existente, uniu a TRIOM à Transdisciplinaridade e ao CETRANS, Centro de Estudos Transdisciplinares. A Editora TRIOM recebeu nesse  momento um novo impulso, e Vitória tem intermediado muitas publicações dos filósofos franceses atuais que pesquisam sobre a Transdisciplinaridade.
Em fins de 1999, Rodrigo pediu licença para sair da sociedade e Ruth, Renata e Vitória continuaram o trabalho com o apoio de uma excelente equipe de colaboradores: Gilberto, Lucia, Maria do Carmo e Maria.
Em 2000 a TRIOM recebeu de braços abertos uma nova sócia, Renata Vidigal de Carvalho Lima, mãe da Renata e da Ruth. Renata “mãe”, como carinhosamente é chamada, já patrocinou a edição de vários livros.
Também em 2000, Vitória e Renata “mãe” compraram o terreno ao lado do número 208 da rua Araçari, o número 218. Antes da construção da nova sede, em 2001, o local foi abençoado pelo amigo índio brasileiro Kaká Werá e, em outubro de 2002, no dia de Ação de Graças, foi feita uma celebração de colocação da Pedra Fundamental com Danças Circulares Sagradas.
A abertura oficial do novo prédio da TRIOM – sua terceira sede -  no dia 19 de março de 2003, foi feita durante o dia e, a celebração com os amigos, foi à noite. A data foi escolhida em alinhamento com os Astros no Céu. O arquiteto escolhido para elaborar o projeto foi Ricardo Ramos, filho da Renata. Um ano depois o prédio foi premiado e eternizado no livro Jovens Arquitetos do Brasil.
Durante 7 anos – de 2003 a 2010 – a terceira sede da TRIOM na rua Araçari 218, foi um ponto de encontro. Muitos amigos e amigas passaram por lá! Os cursos de Danças Circulares Sagradas e dos Povos ministrados por Renata C. Lima Ramos e por focalizadores brasileiros e estrangeiros se tornaram ponto de referência para esse Movimento, atualmente reconhecido como uma prática integradora. Palestrantes de muitas áreas espalharam seus conhecimentos e contribuíram para a expansão de consciência do SER humano.
E foi então que, em 2010, Renata, Ruth e Vitoria resolveram terminar um ciclo. Satisfeitas com o trabalho realizado até aquele momento, venderam o prédio no final de 2010 a uma amiga e o deixaram em janeiro de 2011, exatos 20 anos depois que a TRIOM foi criada. Passaram a atuar virtualmente! Ao olhar hoje para o prédio da rua Araçari, nutrem a alegre certeza de que ele continua cumprindo sua missão de abrigar livros e pessoas em busca de desenvolvimento pessoal.
Renata, Ruth e Vitória continuam como sócias da TRIOM Editora e Centro de Estudos, atuando com o propósito inicial de contribuir para a expansão da consciência espiritual do SER humano.

Leave a Reply